quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Biografia:Bento Teixeira

Muitos dados biográficos de Bento Teixeira são obscuros, inclusive seu nome completo, seus pais, data e local de nascimento. Sabe-se que era cristão-novo e deve ter vindo muito jovem para o Brasil. Estudou no Colégio da Bahia, onde também ensinou. Por ter assassinado a esposa, fugiu para Pernambuco e passou a trabalhar como mestre-escola. Foi acusado de práticas judaizantes e preso em Olinda, em 1594. Processado pela Inquisição, foi mandado para Lisboa, em 1595, para julgamento. Confessou e foi condenado à prisão perpétua, em 1599. Morreu em 1600, pouco depois de renegar o judaísmo e ser solto. Bento Teixeira foi escritor de apenas um poema: "Prosopopéia", publicado um ano após sua morte. É uma obra encomiástica, ou seja, em homenagem ou louvação ao donatário da capitania de Pernambuco, Jorge de Albuquerque Coelho. O autor precisava assegurar a simpatia e a aprovação das autoridades, pois era fugitivo. Deste modo, elogia a administração do donatário, que realmente prosperou, devido ao investimento no plantio de cana-de-açúcar.A importância de "Prosopopéia" está mais no fato de ser a poesia inaugural do nativismo grandiloqüente do Brasil, do que propriamente pelo valor literário. É um pequeno poema épico (94 estrofes), escrito em oitavas heróicas, semelhante ao épico Camoniano, Os Lusíadas.Mesmo sendo tão português e repleto de mitologia greco-romana, parte do assunto é brasileiro, pois há a "Descrição do Recife de Pernambuco", inclusive explicando o nome indígena da Capitania; a contemplação de "Olinda florescente" e de "Olinda celebrada", por Duarte Coelho, seu fundador, além, é claro, dos próprios feitos do homenageado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário